Sua conta do auxílio emergencial foi bloqueada? Saiba o que fazer

Dois motivos podem levar ao bloqueio; confira quais são e como fazer para recuperar o acesso

Suspeitas de fraude na solicitação do auxílio emergencial motivaram 51% dos bloqueios que a Caixa Econômica Federal fez em suas contas poupança digitais, as quais são movimentas pelos usuários a partir do aplicativo Caixa Tem. Se sua conta está entre as bloqueadas, continue aqui para entender como proceder.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, explicou que a maioria das contas bloqueadas foram utilizadas por hackers que aproveitaram a liberação do auxílio para cadastrar vários pedidos em um mesmo dispositivo. Ainda assim, pessoas que não estavam envolvidas na fraude acabaram sendo prejudicadas e tendo suas contas bloqueadas por segurança.

De acordo com o Ministério da Cidadania, 1.303.127 de CPFs foram enviados à Caixa para bloqueio por suspeita de fraude, mas ainda não é possível afirmar quantos destes CPFs serão, de fato, cancelados ou tidos como inelegíveis para o auxílio emergencial.

No entanto, há uma diferença entre as fraudes constatadas pela Caixa e as fraudes constatadas pelo Ministério da Cidadania. Segundo Guimarães, os 1.303.127 CPFs registrados pelo Ministério têm problemas em relação ao cadastro e à elegibilidade para o auxílio emergencial e a Caixa não possui acesso direto a esse banco de dados. Portanto, a Caixa apenas acata a decisão do Ministério quanto a quem deve receber ou não o dinheiro.

Já os CPFs bloqueados diretamente pela Caixa correspondem a fraudes operacionais, como quando o dinheiro destinado a uma conta é desviado por um hacker.

Saiba como liberar sua conta bloqueada

Se 51% dos bloqueios realizados pela Caixa derivaram de suspeitas de fraude, os 49% correspondem a inconsistências cadastrais, as quais resultaram na suspensão do Caixa Tem. Por serem causas distintas, os dois grupos recebem mensagens diferentes. Entenda como proceder em cada um dos casos com base nas orientações de desbloqueio que passam a valer nesta quinta-feira (23).

Bloqueio por suspeita de fraude

Se você recebeu a mensagem “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento” no aplicativo Caixa Tem é porque você está sob suspeita de fraude. Procure uma agência da Caixa para comprovar sua identidade conforme o calendário abaixo.

Mês de aniversário/Data para início dos desbloqueios

  • Janeiro, fevereiro ou março: até 24/7
  • Abril ou maio: entre 27/7 e 31/7
  • Junho ou julho: entre 3/8 e 7/8
  • Agosto, setembro ou outubro: entre 10/8 e 14/8
  • Novembro ou dezembro: 17/8 a 21/8

Suspensão do Caixa Tem por inconsistências cadastrais

Neste caso, o problema pode ser resolvido pelo próprio aplicativo. Para quem foi afetado dessa forma, a mensagem “Para finalizar a validação do seu cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp” aparece no menu “Liberar acesso”. Logo em seguida, outra mensagem explica que “Para iniciar a conversa, clique no link abaixo e mande a palavra CADASTRO”. Prossiga como indicado para ser direcionado ao WhatsApp, onde os documentos pendentes serão solicitados.

Reprodução
Imagem: G1

Vale lembrar que o link original só existe dentro do aplicativo Caixa Tem. “O único aplicativo que essa informação é válida é o do Caixa Tem. Relevante isso para evitar qualquer tipo de envio de documentação dos clientes para qualquer pessoa que não esteja efetivamente analisando essa questão”, ressaltou Guimarães.